Cabelo encaracolado, problema ou beneficio?

16:50


O cabelos encaracolados são bastante vistos hoje em dia, uns naturais outros por permanentes e outros devido ao milagroso babyliss. Mas por hoje vamos ficar pelos cabelos naturais que têm os seus lados bom e os maus, posso desde já dizer que são mais trabalhosos que os cabelos lisos (não se ofendam meninas de cabelos lisos ahah), e digo isto por experiência própria em relação a amigas minhas de cabelo liso. Desde nós a cabelo seco, de volume a frizze, ou mesmo não poder usar uma escova pela manha, são muitos os problemas que muitas meninas de cabelos encaracolados passam todos os dias, mas claro que tudo tem um retorno.
Para quem ainda não conhece a Rayza Nicácio é uma blogger e youtuber brasileira de cabelos "cacheados" que para além de dar bastantes dicas sobre cabelos encaracolados ainda conta lá no blog a experiência de muitas leitoras que simplesmente no inicio odiavam o cabelo ou tiveram problemas com o mesmo e que hoje em dia são amantes do próprio cabelo.
Pois então com tudo isto, decidi vir falar para vocês um pouquinho da minha história com o meu cabelo encaracolado, alguém por aí interessado em ouvir? Pois é, se sim vem comigo para descobrir.



Desde pequena que os meus caracóis se sobressaiam, ainda com 2 aninhos de idade eu já tinha uma jubinha de canodinhos completamente naturais. A vida sempre foi bela enquanto era a minha mãe que cuidava do meu cabelo, era ela que me deixava o cabelo com os caracóis e o mais engraçado era que por mais penteados que eu usasse sempre se notava um pouco dos meus caracóis. Mas claro que tudo o que é bom acaba rápido e aos meus 6/7 anos era a minha vez de começar a cuidar do meu cabelo, como? Nem eu sei, ele ficava cheio de nós, volumoso e completamente detestável, por assim dizer era uma porcaria. Vou vos confessar que ate então faz muito pouco tempo que eu comecei a cuidar de mim, antes eu era muito maria-rapaz, dona do meu próprio nariz e nem ligava para a minha imagem (foi nessa altura que também sofria bullying na escola por parte dos meus colegas de turma, uma longa história), mas voltando aos cabelos. por volta dos meus 8/9 anos o meu cabelo era digamos liso, ele só tinha leves ondulações nas pontas, para mim foram tempos gloriosos pois era só acordar e pentear, mas como referi o bullying foi uma coisa que me acompanhou desde que eu entrei no 5º ano até chegar ao 7º, durante esse tempo o meu cabelo era liso e horrível. Foi no 7º que tudo mudou, durante as férias de Verão eu fiz uma mudança drástica em mim, foi a primeira vez que cortei o meu cabelo pelos ombros, a primeira vez que fiz as minhas sobrancelhas e o meu buço, medo? Muito! Com um novo corte de cabelo para entrar para o 7º o meu cabelo também decidi-o mudar por ele próprio e assim renasceram os meus caracóis, no isso foi estranho pois não estava habituada, mas com o tempo fui descobrindo o que era melhor para mim e o que não era. Mas claro que eu não queria aquele cabelo de jeito nenhum, meu sonho sempre foi ser loira platinada de cabelo liso, e enquanto eu não podia ser loira, bom era de cabelo liso. Obriguei a minha mãe a comprar o meu primeiro modelador de cabelos (para alisar) e foi aí que descobri o poder do alisamento, durante todo o meu 7º ano eu usava ele maioria das vezes esticadinho, era o meu jeito de me sentir bem e fui me esquecendo do meu cabelo natural. Com a chegada do 8º (entrava em Setembro com 12 anos e em Outubro tinha 13) veio também uma das bênçãos na minha vida, o meu namorado! Namorar me fez querer cuidar mais de mim e me fazer sentir bonita, não só por mim mas também para o agradar, foi aí que a reviravolta se deu. O alisador foi parar na gaveta e na minha casa de banho só pairavam produtos para cabelo encaracolado, foi um novo nascer para o meu cabelo, cortei ele de novo e comecei do zero. A Internet também me ajudou muito, comecei a ver vários tutoriais no Youtube de como cuidar dos cabelos e fui vendo o que era mais adequado para o meu, testando desde cremes de pentear, champô e condicionador, espumas, óleos, entre outros .
 O 9º ano escolar foi o ano do "cabelo apanhado", coque no alto da cabeça todo os dias, que eu podia fazer? Era o que eu gostava e me sentia mais livre para usar, claro que por vezes o levava solto, mas se for-mos a ver foram muito poucas kkkk sorte que tudo passou com a chegada do 10º e ai sim o meu cabelo pode respirar e ser o que ele sempre foi, uma jubinha encaracolada que dá muitooooooo(..)oooo trabalho! Foi também no 10º que fiz a primeira descoloração no meu cabelo, começando pelas pontas (mas ainda não desisti de um dia ter o meu cabelo loiro muahaha), parei por aí e até agora o meu cabelo tem estado solto e encaracolado. O bom dele é que combina comigo e eu aprendi a amá-lo tal como ele é, ainda hoje procuro investir em coisas novas e tentar novas rotinas procurando a rotina perfeita para o meu cabelo e que se adeqúe mais a mim. Actualmente o meu cabelo anda sempre solto e todo encaracolado, aprendi que os cabelos encaracolados não podem ser lavados todos os dias, que o champô so deve ser usado uma vez por semana, que os caracois necessitam de muita hidratação e foram essas coisas que me fizeram ajudar o meu cabelo a ter uma nova vida. Tentei achar fotografias antigas para vocês, mas todas as que achei estava acompanhada, consegui essa do 9º ano em que eu andava sempre de cabelo apanhado. E deixo-vos destas mais actuais.

Para vos mostrar as californianas, e este é o meu cabelo no segundo dia sem lavar o cabelo :D
Meu cabelo quando eu o lavo!

You Might Also Like

6 comentários

  1. o meu cabelo também é assim todo encaracolado, mas desde algum tempo atrás ele tem-me ficado com os caracóis "desfeitos" e "lisos" e nem sei o porquê! :( ao 2º dia sem lavar o cabelo ele já me está oleoso na raiz! :/ como consegues ter assim o teu?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. olha o meu também começava a ficar assim então eu mudei de linha de champô e passei a usar os da Loreal Elvive- Caracóis Colagénios e a seguir ao banho passar espuma no cabelo, eu faço isso à noite e como referi a ai em cima eu so uso champô uma vez por semana, então vamos supor que eu lavo o cabelo na segunda feira com champô, condicionador e mascara hidratante e após sair do banho e secar o cabelo passo um pouco de espuma, na quarta ou quinta eu só passo o condicionador e creme de pentear e espuma e depois Sábado faço o mesmo que quarta e nós na segunda eu volto a passar o champô, porque o champô seca muito o cabelo, e ele é só necessário para limpar por assim digamos, e os caracois precisam de nutrição, nos dias em que não lavas o cabelo experimenta começar a usar um óleo ou assim de manha antes de ires para a escola, ou então passares um óleo para cabelo antes de dormires e depois usares uma t-shirt na cabeça como se tivesses uma toalha na cabeça a tapar o cabelo todinho e na manha seguinte tás pronta (é o que eu faço) (ps: nada de usar toalhas para secar o cabelo a seguir do banho, as toalhas provocar frizze e secam demais o cabelo, usa uma t-shirt que absorve menos água.)

      Eliminar
  2. sim, mas condicionador (isso é amaciador?) e creme de pentear como assim? e como é aplicado? oléo, tipo, aqueles frasquinhos que contêm gotas em que se aplicam às pontas do cabelo?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os condicionadores são os amaciadores, que são a coisa mais importante para cabelos encaracolados, cremes de pentear são para deixar os caracóis sem nós, mais suaves e assim, e é aplicado após o banho antes ou depois da espuma (outros são aplicados mesmo no banho, dependendo da marca) e os óleos eu não te sei explicar, são óleos mesmo para cabelo para prevenir que sequem e ajudar a ficar macio; Acho que devias procurar te informar sobre isso na Internet, no google tem um monte de tutoriais, e eu não te posso dizer que a minha rotina para os meus caracóis seja indicada para os teus, porque todos os caracóis são diferentes e precisam de rotinas diferentes, procura te informar um pouco mais sobre o assunto :)

      Eliminar
  3. Respostas
    1. De nada :) sempre que necessitares é só contactares por e-mail ou Facebook

      Eliminar

Press