Filmes que vi em Março

11:55



Se têm coisa que eu amo são filmes! Mesmo com a correria semanal sempre arranjo um tempinho para adicionar mais um filme na minha listinha. E para a minha (e vossa) alegria este mês de Março o que não faltou foi filmes para ver. Uns bons, outros nem tanto, mas óbvio que todos ficam aqui listados e com a minha opinião. Só conferir abaixo.


A Branca de Neve e o Caçador


Sem dúvida existem mil e um motivos para ver este filme! Uma história apaixonante, e bastante viciante para quem gosta de filmes de fantasia e história. Posso dizer que me surpreendeu pela positiva e que virei fã número, em especial pelo facto de termos o actor Chris Hemsworth como caçador (minha perdição!) e a actriz Kristen Stewart como Branca de Neve! A história, baseada no conto dos irmãos Grimm, começa quando um rei viúvo caí de amores por Ravenna sem saber os seus terríveis planos de conquista e acaba por morrer, deixando para ela todo o reino. Para piorar as coisas, a filha dele, Branca de Neve, é aprisionada numa masmorra e fica lá até se tornar uma bela jovem. Obcecada pela beleza e pela juventude, a Rainha não se cansa de perguntar ao seu espelho se existe alguém mais bela do que ela, até ao dia em que a resposta não agrada a rainha. Felizmente, Branca de Neve consegue fugir sem que o seu coração seja arrancado e Ravenna se torne poderosa para sempre. Mas a esta obvio que não desiste fácil, e contrata Eric, um exímio caçador para trazer a sua fonte de vida e poder de volta. Só que ele acaba por descobrir que a missão era um erro e decide ajudar Branca de Neve na luta contra a bruxa. Para isso, eles contarão com o importante apoio dos seres da floresta e dos unidos sete anões mineiros.


A Chave


Para além de uma história confusa e desinteressante, o final do filme é pouco apelativo e até desapontante, porque quando pensamos que tudo vai ficar bem nos últimos minutos do filme a história vira do aveço. Tudo começa quando Caroline, uma enfermeira, é contratada para cuidar de uma mulher idosa e ajudar o seu marido, numa mansão do Louisiana. Curiosa com o casal enigmático, com os seus mistérios e segredos e com a sua casa com muitos corredores e recantos, Caroline começa a explorar a velha mansão. Com uma chave mestra, que lhe permite abrir todas as portas, Caroline descobre um sótão que esconde um terrível segredo. Mal sabe ela que a curiosidade dela têm um preço e que como se costuma dizer a curiosidade matou o gato, e bom quase aconteceu. 

A Teoria de Tudo



Já todos ouvimos fazer no famoso e brilhante fisico teorico e cosmologo britânico Stephen Hawking. Muitos podem não conhecer a história dele e como ficou assim, mas isso não será mais um problema! James Marsh realiza um filme sobre o amor e a capacidade de superação que conta a inspiradora e apaixonante história de Stephen Hawking, que em 1963, enquanto estudante de Física na Universidade de Oxford, estava decidido a encontrar uma "simples, eloquente explicação" para o Universo. Nessa época, já depois de conhecer Jane, é-lhe diagnosticada esclerose lateral amiotrófica, uma doença incurável  e degenerativa que leva à perda permanente de movimento muscular. Os médicos não lhe dão mais de dois anos de esperança de vida. Com as capacidades físicas a cada dia mais limitadas, casa com Jane, com quem vem a ter três filhos. Com a ajuda dela, supera os seus maiores obstáculos, sem nunca perder a vontade de viver  nem a sua extraordinária capacidade de se assombrar com o Universo. Depois de três décadas de vida em comum, nem mesmo o amor é suficiente, então a relação do casal termina e cada um segue o seu caminho. 

As Aventuras de Paddington



Acho que todos já ouviram falar do ursinho Paddington, ou leram as suas histórias literárias. O Paddington, ou, Paddington Bear, é uma personagem clássica da literatura infantil do Reino Unido.  Passado todos estes anos a história de Paddington passou de livro para filme, e posso dizer que para alem de um filme super divertido, é mega emocionante e aponta alguns factores que vão ajudar na criação das crianças e dos seus valores, como por exemplo todos somos diferentes mas todos temos direito a ter uma família e ser-mos aceitados com essas diferenças.A história é bastante interessante pois Paddington que foi criado na floresta do Peru pelos tios Pastuzo e Luzy, era um ursinho educado e divertido, mas certo dia um terramoto acaba por os separar a todos. Diante disto, o pequeno ursinho é enviado pela tia para Londres, o local onde mora o explorador que visitou o Peru décadas atrás e que tinha conhecido, convivido e educado os tios de Paddington. Assim, o ursinho Paddington faz a viagem clandestinamente e, ao chegar, acaba por ir para uma estação de comboios. Lá ele conhece a família Brown, que decide ajudá-lo a encontrar o tal explorador. Só que a vida na civilização e entre humanos não é assim tão simples e assim começa a aventura do pequeno urso. 


Fifty Shades of Grey


Muitos leram o livro (incluindo eu) e ficaram desiludidos, outros amaram, mas até agora Fifty Shades of Grey foi o filme mais visto do ano e com mais polémicas. O filme é sem dúvida intenso e ao mesmo tempo têm o seu romantismo, apesar de muitos só o verem como um filme porn para adolescentes. A maravilhosa história de Anastasia Steele e de Christian Grey é simplesmente fantástica, ela é uma estudante de literatura de 21 anos, recatada e virgem. E um determinado dia ela teve de entrevistar para o jornal da faculdade o poderoso Christian Grey. A partir daquele momento nasce uma complexa relação entre ambos: amorosa e sexual. A única coisa que achei um completo cliche e já tinha esta opinião desde o livro é o facto de ela ser uma jovem inocente, virgem e frágil, e iniciar a sua vida sexual da forma mais bruta, brutal e sadomasoquista que existe, mas óbvio que completa tudo e é isso que dá o seu certo charme e fantasia ao filme.


Love, Rosie


Para quem gosta de uma boa comédia romântica, este é o filme que precisam de ver! Apesar de ser apenas mais um produto de publicidade nada enganosa, tendo o romance dificultado por circunstâncias aleatórias, vaivéns da vida que apenas a ficção nos traz (ou não), clichés variados e um pouco de realidade nem tanto. Teve inúmeras oportunidades de aprofundar assuntos como a questão do aborto, mas foi desperdiçada, ou mesmo sobre o sexo, que vira quase um tabu no filme. Mas para além dos aspectos maus têm os bons claro, e os dois actores fizeram papeis formidáveis, proporcionando-nos alguns risos infinitos e mesmo no meio deste guiam todo eles conseguiram mostrar algumas das maneiras mais desajeitadas de ser "adolescentes". A história também é interessante, para além desses senãos, onde Rosie e Alex são amigos inseparáveis, desde a infância, e enfrentam juntos os problemas do primeiro amor, da primeira relação sexual, das primeiras decepções. Sendo britânicos, eles decidem ir para os Estados Unidos juntos, para frequentar uma universidade. Mas o destino tem outros planos para Rosie, que descobre estar grávida depois de uma noite louca com Greg. Ela convence o seu amigo Alex a ir sem ela, com a esperança de que eles se encontrem um dia. Nos próximos 12 anos, as vidas de ambos vão mudar drasticamente, mas a ligação incontestável permanece. Nos pensamentos de Rosie permanece a pergunta: e se o destino tivesse levado outro rumo e eles viessem a ser mais do que apenas bons amigos. Quando finalmente a oportunidade se apresenta. Será que eles vão arriscar tudo para ficar juntos?


Não foram tantos quanto isso, mas adorei cada um deles! E vocês meninas, que filmes viram este mês e recomendam?

You Might Also Like

0 comentários